sexta-feira, 11 de abril de 2014

O que não falta no mundo são tapetes!

Há algum tempo que quero trocar o tapete de entrada de minha casa. Comprei-o na Ale-Hop porque o adorei, é tipo uma bandeira arco-íris, um fenómeno da natureza que eu adoro, e também representa um dos símbolos do movimento LGBT (Lesbian, Gay, Bisexual and Transgender) com o qual simpatizo, não por ser gay, mas por defender tolerância zero para com a discriminação sexual.
Adiante.
Apesar do meu tapete ainda estar em bom estado e neste momento não ser uma prioridade substitui-lo, resolvi perceber que tipo de tapetes há por aí à venda, no caso de não ter mais nada que fazer ao meu dinheiro se não gastá-lo num tapete.
Com isto percebi que a indústria de tapeçaria está atenta aos mais variados consumidores.

Há tapetes para quem segue tendências...




... para os românticos...



...para os distraídos...


...e para os espirituais...


...mas também há para os fãs do Snoop Dog...


...e para os resmungões...


...os atrevidos...


...e também há tapetes que estão em negação.


E depois há os meus preferidos





1 comentários:

Sónia TM disse...

Quantos tapetes giros!

Sónia
Taras e Manias

 
Blogger design by suckmylolly.com